sábado, 14 de novembro de 2015

Pélago

folhas veleiros resina
do alvo
nuvem encalhada
baleia-corcunda
o vizinho arrastando uma lona preta
e o sanhaço azul de cima do mamoeiro
aguardando a paisagem madurar

acrílica e colagem- Lucas FL.

sábado, 7 de novembro de 2015

Pashmina nomade

perdido Verlaine
rasteja forasteiro
em rastros rendidos
por elaborado sol

Etiópia fera
no colo
de Califa-mercador

a caravana refração ruge
serpenteando o horizonte,
movediço...
o adotado beduíno
na seda e fuzil

Rimbaud

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Vera Nuclear

joelho dobradiça
cabelo cézanne
cílios fuso horário

anca penada
barriga movediça
braço gaivota

Max Ernst




terça-feira, 13 de outubro de 2015

"Em alguma outra hora"

é com uma clara
uma estampa
e se pudesse

em desmemórias
ativas, tralhas
tremendo mal

o deserto parte
quebra-se na pia
e a água que escorre de sua entranha é cal
...
o universo é grafite
antiquário
sombras possíveis de uma tecla sustenido
de um quarto

a palavra que se estraçalha na parede
é o medo triângulo
de você partir ao meio

colagem e acrílica sobre tela
Raisa Faetti
http://www.linhanaretina.blogspot.com.br/

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Brejo

poça
halo sombrio
refugio borbulhante
de um lírio
prumado
trinca na haste
objeto ontem entalhado
próprio para charcos
paisagem articulada
abandonada entre bananeiras

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Musa carbono-14

zéfiro em grãos para aquela extremidade entreaberta
reverberada
de profusa plumagem
com seu Ovo-mundo

pescoço "ave" degrau
paralelos
pé de ema
carimbadas profundas no canteiro
caiu um mamão
folha crócea
decomposição 

domingo, 5 de julho de 2015

terça-feira, 30 de junho de 2015

Projetista


Projetista
Lucas Ferreira + CERCA
acrílica sobre painel 
60x60 http://www.coletivocerca.com/

desencaixe de facas
cebola acrílica
espirra cerúleo
entalhes na tábua

esquadreja no cavalete
cotovelo retilíneo
cotovelo transverso
projeta-se paisagem:

espia, guará-triangular,
o falso barbatimão
com seu fruto granada
de polpa simétrica




quinta-feira, 21 de maio de 2015

Anjo Barroco

acaba-se hoje
num erro espacial
menino de cizânia
o liso
numa ode aos batedores velozes,
lunares de pau-de-fora
do grupo dos guepardos

relva densa
pernas embusteiras
demarcadas a cheiros a tiros
a roncos adulterados de 125cc
e a corres

a fome cola
a mão esfumaça
o alumínio ferve olhos
e o mal alucina beleza

Aleijadinho



segunda-feira, 23 de março de 2015

Via-crúcis I

num resto de sol
derrama gema
piramides germinadas
trilhas
capins grisalhos
seixo

ontem
lá de cima
um trenzinho estanho
uma via-sacra de entalhes

Franz Kline


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

rebordo

esquecido
de carneiros embaralhando
uma beleza de música
pedaço de fundo
(...)
um apartamento roubado
o galã e a pose
lente azul caída
depois
cravados num bar

marquise de molho
prezado limbo
Obediente, ela trás a
ânfora

Juan Gris

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Modorra

madeira envernizada ao lado
um projeto de cupins sendo escupido
uns diaphanes varando o plano

marés beirando a janela
turbulência de sonos
a proa da boca quebrando

ressaca de ventiladores,
vasos chineses,
o alcance do tato, ouriços

as pressas as terças
uns tinos estalos
repuxando
lambidas no cadeado


Philip Guston