segunda-feira, 12 de julho de 2010

Depois do expediente














Em dias de exaustão
Todas as coisas são tragáveis,
o amor
um fiasco
um volume consternador entre as pernas

Inúmeras apologias
As rocas mulheres sendo enganadas
o plexo 
repleto de tiras

No carro do pequeno burguês
toda a cidade é lacerada em alaridos
escrachos da vidinha urbana

Depois do trabalho cheio de aleivosias
todos os trabalhadores são pardos 

O patrão
A faxineira
O contador
A secretaria

Misto quente...

3 comentários:

Fred disse...

Ora meu amigo. Quando bate o sosseja até as cervejas quentes descem.

CeliaAlma disse...

Mal vai o Homem embalado a cerveja, mal vou eu Mulher embalada a whisky, será????

Raisa Faetti disse...

Seu Lucas!